Data de Hoje - 25/Junho/2019

Porto Murtinho viveu momentos de vitórias e sonhos.

A chamada de Rota Bioceânica, é um dos projetos mais importantes para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul, já que tem o objetivo de encurtar os caminhos para as exportações e importações do Estado até a Ásia e a América do Norte, fazendo um percurso que corta a América do Sul, saindo do Brasil, passando pelo Paraguai, pela Argentina e chegando, assim, aos portos do Chile, que estão no Oceano Pacífico.

Com a iniciativa do Setlog (Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística), iniciou-se a empreitada para a implantação da RILA. “O mais importante desta rota não é só a ligação entre os dois oceanos, é trazer desenvolvimento por onde ela passa. Nós do Setlog acreditamos que ferrovia, transporte fluvial ou cabotagem são muito importantes para o desenvolvimento de qualquer país, principalmente um país continental como o Brasil. Mas não podemos nunca esquecer que é a rodovia que traça o desenvolvimento para todas as regiões na qual ela passa. Estamos muito esperançosos e envolvidos para que esse projeto se desenvolva na sua plenitude e que tenhamos a inauguração daqui a quatro anos”, afirmou o presidente do Setlog, Cláudio Cavol.

A oportunidade de um “caminho” que atravessa a América do Sul uniu, não apenas empresários e governos, mas também as universidades da Argentina, do Brasil, do Chile e do Paraguai, surgindo assim a UniRila (Rede Universitária da Rota de Integração Latino-Americana).

Hoje (31/12) por volta dás 17:00 o Rio Paraguai em Porto Murtinho, mostrou o que teremos pela frente com a chegada de um ano novo de muitas esperanças e realidades, as imagens por si só mostram o pregresso que se aproxima, embarcações circulando trazendo a mensagem do progresso promissor para Brasileiros e Paraguaios, são 50 (cinquenta máquinas) que desembarcarão para a realização asfáltica de umtrecho de 277 Km de Carmelo Peralta até Loma Plata rumo ao Pacífico.

Hildebrando Procópio

Imagens Toninho Ruiz

Facebook Comentários