Data de Hoje - 16/Outubro/2018

Bolsonaro diz que nunca cogitou a volta da CPMF e critica adversários: ‘Ataques covardes’

candidato do PSL à presidência, Jair Bolsonaro, postou em sua conta no Twitter que votou pela revogação da CPMF na Câmara dos Deputados e que nunca cogitou sua volta. “Nossa equipe econômica sempre descartou qualquer aumento de impostos. Quem espalha isso é mentiroso e irresponsável. Livre mercado e menos impostos é o meu lema na economia!” Bolsonaro está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, há duas semanas.

A Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF) foi um imposto que existiu até 2007 para cobrir gastos do governo federal com projetos de saúde. Esta semana, o jornal “Folha de S.Paulo” publicou reportagem informando que o orientador econômico da campanha de Bolsonaro, Paulo Guedes, disse que pretendia recriar um imposto nos moldes da CPMF.

A publicação também afirmou que Guedes estudava uma alíquota única do Imposto de Renda (IR) de 20% para pessoas físicas e jurídicas. Segundo o blog do Valdo Cruz, do hospital, Jair Bolsonaro (PSL) “enquadrou” seu conselheiro econômico, gerando apreensão no mercado. Nesta sexta-feira (21), Paulo Guedes cancelou a sua participação em um evento para empresários na Câmara de Comércio Americana (Amcham), em São Paulo, onde iria debater as propostas de desenvolvimento e ajuste fiscal do candidato.

Facebook Comentários