Data de Hoje - 26/Maio/2019

Cota Zero: Líder de Reinaldo diz que manifesto é precipitado e deputados pedem mais diálogo

Anunciado para 2019 e adiado para 2020, o decreto Cota Zero do governo estadual que vai permitir apenas um exemplar de peixe para os pescadores amadores que se aventurarem pelos rios do Estado ainda é visto com preocupação pelos deputados. Líder do governo, Barbosinha (DEM) afirmou nesta terça-feira (19) que os manifestos em Porto Murtinho são ‘precipitados’.

“O decreto nem foi publicado ainda e já estão se manifestando. Contra o que? O texto final ainda não está definido e é claro que o governador está conversando com todos, ouvindo todos os pontos de vista para decidir como será o decreto”, disse o parlamentar.

Outros deputados defendem uma maior discussão entre todos os setores: pescadores, setor hoteleiro, ribeirinhos e governo. Marçal Filho (PSDB) afirmou que essas conversas tinham que ter sido feitas antes do decreto. “Podia trazer a discussão para a Casa, já que o decreto é para 2020. Os pescadores de Dourados, por exemplo, são favoráveis mas pedem que tenha maior fiscalização também”.

João Henrique (PR) acredita que o foco do projeto tenha que ser o ecoturismo e defendeu que, ao invés de decreto, o Cota Zero seja um projeto que tramite na Assembleia. “Teria mais debate sobre o tema, envolvendo todos. É importante frisar que essa medida já existe na Argentina, no Uruguai e só trouxe benefícios para o turismo”.

Cabo Almi (PT) disse que é preciso ampliar o debate antes de fazer o decreto. “Acredito que tem que ser escalonada essa mudança. Começar a diminuir para sete quilos, depois cinco e depois nenhum, em 2022”.

Protestos

O anúncio do projeto, mesmo que para 2020, fez com que comerciantes, empresários do setor hoteleiro e pescadores de Porto Murtinho protestassem por conta na queda de turistas que o anúncio acarretou.

Durante o final de semana, a Polícia Federal cumpriu ordem para tirar os manifestantes do Rio Paraguai, em bloqueio que eles faziam há dias no local.

Facebook Comentários