Data de Hoje - 19/Abril/2019

Delegacia na fronteira com o Paraguai é metralhada em dois ataques

A Delegacia de Polícia Civil de Coronel Sapucaia, distante 380 quilômetros de Campo Grande foi alvo de dois ataques em menos de duas horas. Na madrugada desta sexta-feira (29), o prédio foi metralhado.

O delegado Roberto Duarte Faria, responsável pela delegacia local, afirma que o primeiro ataque aconteceu à 1 hora hoje. No momento três policiais estavam de plantão. Quase duas horas depois, por volta das 3 horas, o prédio foi metralhado. Cinco policiais estavam no local, além de um preso que aguardava audiência de custódia. Em ambos os ataques não houve feridos.Para o delegado, os ataques estão relacionados à proximidade com o Paraguai.  “É uma delegacia que fica na linha de fronteira, apenas 20 metros de distância e tem muito bandido que, para desafiar a autoridade, passa do lado do Paraguai e atira na delegacia”, declara.

De acordo com o delegado, policiais de Coronel Sapucaia, do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e do Paraguai, investigam o caso. “Temos indícios de ao menos um suspeito, não sabemos se tem mais pessoas envolvidas”, afirma.

Este é o quinto ataque à delegacia em um período de dois anos. A Perícia Técnica da Polícia Civil foi acionada e até o momento não há mais detalhes sobre o fato. O presidente do Sinpol-MS (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul) Giancarlo Miranda, diz que foram efetuados 40 disparos.

O presidente do sindicato também contesta a informação do delegado e diz que no momento dos ataque três custodiados, entre eles, um homem, um adolescente e uma mulher estavam no local. Um documento cobrando ações da Delegacia-Geral e da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) foram emitidos pelo Sinpol-MS.

Aline Machado e Ludyney Moura

Matéria atualizada às 17h12 para acréscimo de informação.

Facebook Comentários