Friboi admite que carne pode ter sido contaminada com formol

Pela primeira vez desde que o caso virou notícia, a Friboi confirmou que substância encontrada em carne produzida em frigorífico de Naviraí, distante 359 quilômetros da Capital, pode mesmo ser formol. Até então, a empresa negava a informação.Tudo começou em abril, no interior do Paraná, quando equipes do Procon encontraram o formaldeído em uma peça de carne. Na época a Friboi foi notificada e apresentou defesa.O caso só virou notícia no início deste mês, quando a imprensa do Paraná descobriu a história. Em comunicados à imprensa, a Friboi negava que a substância tivesse sido encontrada e afirmava que estava apurando a informação.Em nota de esclarecimento publicada nesta terça-feira (8) no Correio do Estado, a Friboi afirma que “se o formol foi realmente identificado na amostra, a contaminação ocorreu após o produto ter deixado a fábrica”, ou seja, a empresa admite a possibilidade, mas nega que a contaminação aconteceu no frigorífico.O caso ainda segue sob apuração e se for multado, a Friboi poderá ter de pagar multa de até R$ 7 milhões.

De acordo com o Procon do Paraná, o formol só foi identificado em uma peça apreendida em supermercado de Umuarama.

ALINY MARY DIAS 8 de Dezembro de 2015 | 08h16

Facebook Comentários