Governador determina que Defesa Civil monitore e dê suporte às famílias em locais afetados pela chuva

Em estado de alerta, rio Aquidauana registrou nível de 7,4 metros nesta manhã e já deixou dezenas de famílias desabrigadas; Bonito também contabiliza alagamentos na área urbana.

De Brasília, o governador Reinaldo Azambuja determinou na manhã desta terça-feira (20.2) que a Coordenação Estadual da Defesa Civil (Cedec) monitore e elabore um relatório dos impactos provocados pelas chuvas dos últimos dias no Estado. “Estamos preocupados com os estragos provocados pelas chuvas desses últimos dias e determinei que a Coordenação Estadual da Defesa Civil monitore as áreas de risco e dê suporte às defesas civis dos municípios. Também determinei que seja dada assistência às famílias que porventura tenham que ser desalojadas de suas casas”, afirmou o governador.

Entre as áreas monitoradas estão as regiões de Aquidauana, Anastácio, Miranda, Bonito, Jardim e Coxim. Em Aquidauana, o nível do rio está em estado de alerta e a defesa municipal já contabiliza cerca de 30 famílias desabrigadas. Em Jardim, a força das águas comprometeu a estrutura da ponte de concreto sobre o Rio dos Velhos, o que levou a Prefeitura a interditar o local. Em Bela Vista, pelo menos oito famílias tiveram de ser removidas devido à cheia do rio Apa

Equipes da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil já estão de prontidão para dar suporte à população de Aquidauana e aos demais locais onde estão ocorrendo estragos, conforme foi determinado pelo governador Reinaldo Azambuja. Coordenador-adjunto da defesa estadual, o tenente-coronel Fábio Catarinelli detalha que o monitoramento está sendo feito na sala de situação da defesa e por meio de contato com as coordenadorias.

Conforme alerta emitido pela sala de situação do Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), vinculado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), o nível do rio Aquidauana está subindo rapidamente e deve atingir o estado de emergência nas próximas horas.

Com o volume de 153 milímetros de precipitação nas últimas 24h, o leito do Aquidauana já havia atingido 7,4 metros, registrados às 10h de hoje. Quando o nível alcança 8 metros é considerada situação de inundação.

Em Bonito, as chuvas fortes das últimas horas também já provocaram danos nas áreas urbana e rural. Conforme a defesa municipal, o sistema de drenagem não tem conseguido suportar a força das águas e já foram registrados alagamentos em vários pontos.

Rodovias interditadas

Na BR-262, tráfego ficou impedido com transbordamento do rio Dois Irmãos. Foto. Defesa Civil.
O transbordamento do Córrego Dois Irmãos interditou o acesso pela BR-262, no trecho próximo ao município de mesmo nome. Na MS-386, próximo a Japorã, a pista deverá ser isolada pela defesa civil do município, por conta do risco de desmoronamento, em decorrência de uma erosão que está sendo agravada pela força das águas. Em municípios como Naviraí e Glória de Dourados, a força das águas também tem agravado erosões já existentes.

Na MS-475, em Novo Horizonte do Sul, há dois pontos de interdição. No km 27 a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) já iniciou os trabalhos, mas a chuva tem dificultado o término dos reparos e o tráfego está totalmente impedido. Já no km 17 da mesma rodovia, a pista funciona parcialmente também devido a uma erosão que comprometeu parte do asfalto.

Facebook Comentários