Data de Hoje - 18/Novembro/2018

Janaína Paschoal é a deputada mais votada na história do país

Por G1 — São Paulo


A jurista Janaína Paschoal fala e gesticula durante sessão no Senado que trata do julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff por suposto crime de responsabilidade — Foto: Edilson Rodrigues/Agência SenadoA jurista Janaína Paschoal fala e gesticula durante sessão no Senado que trata do julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff por suposto crime de responsabilidade — Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A jurista Janaína Paschoal fala e gesticula durante sessão no Senado que trata do julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff por suposto crime de responsabilidade — Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A advogada e professora Janaína Paschoal (PSL) é a deputada mais votada na história do país.

Na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa de São Paulo, a candidata recebeu 2.031.829 votos (98,25% das urnas apuradas) e superou o recorde histórico para o legislativo estadual e federal.

Ela conquistou um número de votos quase sete vezes maior que os recebidos por Fernando Capez (PSDB), deputado estadual reeleito em 2014 com 306.268 votos, maior número registrado até aquele período.

Janaína também obteve mais votos que Eduardo Bolsonaro (PSL), atual campeão de votos para deputado federal por São Paulo.

O filho do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) atingiu 1814.443 votos (98,25% das urnas apuradas), e superou o recorde de Enéas Carneiro (Prona), que obteve 1.573.642 votos na eleição para deputado federal em 2002 em São Paulo.

O segundo candidato mais bem votado para o legislativo paulista é Arthur Mamãe Falei (DEM) que, assim como Janaína, estreia na Casa. O terceiro e quarto lugar ficaram com os veteranos Carlos Giannazi (PSOL) e Coronel Telhada (PP).

Por meio de sua conta no Twitter, Janaína comentou o resultado. Ela é uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Facebook Comentários