Data de Hoje - 26/Maio/2019

Líder de quadrilha desmantelada pela PF vivia em bairro tranquilo de Campo Grande

O líder da quadrilha desmantelada pela Polícia Federal, na Operação All In, nesta terça-feira (28), Gerson Palermo, de 53 anos, foi preso pelos agentes federais. A operação cumpriu 50 mandados em seis estados brasileiros, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Paraná, Minas Gerais e São Paulo.

Em 2000 Gerson foi condenado a 20 anos de prisão por roubar um avião, que fazia a rota Foz do Iguaçu a São Luiz. Palermo e mais oito homens sequestraram o Boeing 737-200 da Vasp para levar R$ 5 milhões em malotes roubados do Banco do Brasil.

Ele também é apontado como um dos fundadores da facção criminosa PCC (Primeiro Comando Capital) e de liderar em 2005 uma rebelião no Presídio de Segurança Máxima da Capital, no dia Das Mães, quando um preso acabou sendo mortos e várias alas do estabelecimento penal destruídas. Em 2010 ele passou a cumprir pena no regime semiaberto.

A operação

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (28), a Operação All In para desarticular uma organização criminosa, que seria responsável pelo tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. 150 policiais participaram da operação.

A droga era distribuída na região sudeste do país por via terrestre depois de ser internalizada no território brasileiro, por aeronaves. Os agentes cumpriram nesta terça-feira o sequestro de seis aeronaves, cinco imóveis e ainda um aeroporto particular.

68 contas correntes foram bloqueadas e mais de 35 veículos apreendidos. De acordo com informações da Polícia Federal o patrimônio da quadrilha era de R$ 7 milhões e 500 mil. Durante as investigações três integrantes foram presos transportando mais de 800 quilos de cocaína vinda da Bolívia.

Facebook Comentários