Mãe e filho morrem em acidente de carro provocado por suposto ‘racha’ no DF

ãe e filho de 69 e 46 anos morreram em um acidente de trânsito na L4 Sul, em Brasília, próximo à Ponte das Garças. A colisão seguida de capotagem ocorreu por volta das 19h30 deste domingo (30). De acordo com o Corpo de Bombeiros, testemunhas disseram que o acidente foi provocado por, ao menos, três veículos que faziam um “racha”.

Com o impacto do choque, o carro da família perdeu o controle e invadiu o gramado lateral, segundo os Bombeiros. Ao atingir uma árvore, voltou para a pista capotando. Cleusa Maria Cayres e Ricardo Clemente Cayres, que estavam no banco de trás, morreram na hora.

No carro, havia outras duas pessoas que foram levadas ao Hospital de Base. Uma de 37 anos – não identificada – estava “consciente, desorientada e estável”. A outra, o pai da família, de 72 anos, foi socorrido com ferimento na cabeça e lesão no braço direito. Os demais motoristas envolvidos não tiveram ferimentos.

Carro que provocou acidente que matou mãe e filho em Brasília abandonou o carro após colisão (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)Carro que provocou acidente que matou mãe e filho em Brasília abandonou o carro após colisão (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Carro que provocou acidente que matou mãe e filho em Brasília abandonou o carro após colisão (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Quando os agentes do Departamento de Estradas e Rodagens (DER) chegaram ao local, por volta das 20h, o motorista que provocara o acidente havia abandonado o carro. O veículo parou a cerca de 200 metros de distância do ponto de colisão. Outros dois carros que estavam no local eram conduzidos por um homem e uma mulher que, segundo o DER, apresentavam sinais de embriaguez.

Carro que provocou acidente que matou mãe e filho em Brasília  (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)Carro que provocou acidente que matou mãe e filho em Brasília  (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Carro que provocou acidente que matou mãe e filho em Brasília (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Os Bombeiros não confirmaram que os motoristas estavam participando de um “racha” antes do acidente. Segundo os militares, testemunhas relataram que os carros estavam em alta velocidade, mas “a perícia da Polícia Civil deve apurar o que ocorreu”.

O G1 entrou em contrato com a corporação, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem. Uma funcionária que não quis se identificar informou que os envolvidos foram identificados, mas nenhum deles havia sido detido.

Facebook Comentários