MEC anuncia mais de R$ 10 milhões para UFGD

A  Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) receberá recursos do Ministério da Educação (MEC), no montante de R$ 10 milhões, a partir de 2018. A informação foi divulgada hoje pelo ministério e será destinada para as obras do Hospital Universitário (R$ 8,97 milhões) e para cumprimento das obrigações em contratos terceirizados (R$ 1,10 milhão), além de investimentos diversos.

“Com isso, a UFGD consegue atingir, com eficiência, as metas de custeio e investimento do orçamento do ano de 2017 e entra 2018 com boas perspectivas”, avalia a reitora, Liane Maria Calarge.

No mês de julho a instituição de ensino recebeu a confirmação de empenho no valor de R$ 10 milhões, que seria utilizado na construção do prédio do Hospital Universitário. O pagamento será efetuado em duas parcelas, nos próximos dois anos, prazo estimado para obra ser concluída.

O recurso liberado nesta sexta-feira é referente a emendas da bancada federal do Mato Grosso do Sul, alocadas via Orçamento Geral da União para 2017. Após o esforço coletivo do MEC, do hospital universitário e a bancada do estado, representada pelo deputado Geraldo Resende (PSDB/MS), parte das emendas foi revertida ao hospital para auxiliar no custeio da primeira etapa da obra da UMC, orçada em aproximadamente R$ 34 milhões.

“A obra vai ampliar em 180 leitos a capacidade do hospital e será usada para dar prosseguimento à primeira etapa das obras da Unidade da Mulher e da Criança (UMC), iniciada em outubro deste ano”, explica o secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) do MEC, Henrique Sartori.

ATENDIMENTO ESPECIALIZADO

A Unidade da Mulher e da Criança (UMC) do HU-UFGD contemplará serviços de ginecologia, obstetrícia, pediatria e neonatologia. Integrada à edificação já existente do hospital universitário, será a maior obra de infraestrutura do hospital desde que ele foi construído, há mais de 10 anos.

Com a primeira etapa concluída, a UMC contará com 55 leitos e serviços de pronto-atendimento pediátrico, pronto-atendimento obstétrico, alojamento conjunto da maternidade, centro de parto normal com cinco quartos pré-parto, parto e pós-parto (PPP), centro obstétrico com quatro salas cirúrgicas, ambulatório pré-natal de alto risco, além de estruturas de apoio, como sala de plantão, área de apoio ao ensino e pesquisa, brinquedoteca e área de convivência, com café e recepção geral.

Facebook Comentários