Polícia Militar faz operação para tentar diminuir onda de assassinatos

Os recentes assassinatos registrados em Paranhos, cidade a 477 quilômetros de Campo Grande, e o clima de temor na população de quase 13,5 mil habitantes motivou blitz da Polícia Militar na divisa do município com o Paraguai.

A ação da PM começou às 13h00 de quinta-feira (25) e durou toda a tarde, deslocando-se para diferentes pontos da cidade. A fiscalização focou em veículos para tentar identificar carregamento de drogas e de armas.

As abordagens começaram na Avenida Airton Senna da Silva, perto da divisa Brasil com Paraguai. Logo depois, os policiais militares deslocaram-se para a praça central. As equipes visitaram comércios, bares e requisitaram os alvarás de funcionamento.

“Toda operação realizada pela Policia Militar é importante para garantir uma fronteira segura, além de combater o tráfico de armas e drogas”, disse o aspirante a oficial Valente.

De acordo com ele, essa fiscalização vai continuar  ao longo da semana. Durante a operação de quinta, foram lavradas 36 infrações de trânsito. Nenhuma arma ou droga foi apreendida.

ONDA DE VIOLÊNCIA

Ano passado, em 19 de outubro, uma chacina matou quatro pessoas e feriu outras três. Depois disso, diversas execuções passaram a ser praticadas na cidade.

A mais recente morte violenta foi na quarta-feira (24), quando Saturnino Enciso Tavares, conhecido como “Preto, de 39 anos, foi atingiu por vários tiros perto de bar.

Por RODOLFO CÉSAR

Facebook Comentários