Professores municipais saem de reunião com prefeitura sem acordo para aumento

Secretários municipais convocaram a diretoria do Sindicato Campo-grandense dos profissionais da educação pública (ACP) para pedir mais prazo na discussão sobre o reajuste salarial.

Quem liderou o grupo do governo foi o secretário de finanças Disney Fernandes. Ele também estava acompanhado pelos titulares da Educação, Leila Cardoso Machado; da administração, Ricardo Trefzger Ballock, além do prefeito Alcides Bernal (PP).

A ACP, representada pelo presidente Lucílio Souza Nobre, fez a proposta ao governo municipal de receber 11,36% de aumento, referente ao reajuste anual, em maio. No mesmo mês, também seria pago 6,5%, porcentagem ligada à integralização do salário (que é de 13% e vem sendo postergado seu pagamento integral desde o ano passado).

Além disso, a última parcela para a integralização seria paga em outubro de 2016. O documento foi entregue à prefeitura, que ainda não concluiu os estudos sobre esses pagamentos.

De acordo com Lucílio, o secretário de finanças pediu de um a dois dias para conseguir fazer uma contraproposta. O presidente da ACP explicou que precisava consultar a diretoria para oferecer esse alongamento de prazo. O que seria feito nesta terça-feira (1º).

Facebook Comentários