Rogério Ceni é o novo técnico do São Paulo; contrato será de dois anos

O São Paulo acertou na tarde desta quinta-feira (24) a contratação do ex-goleiro Rogério Ceni como novo técnico do clube. Ele assinará um acordo de dois anos com o time.

Em suas contas em redes sociais, o clube divulgou um vídeo com o mascote são-paulino colando um bilhete com o número “01” na cadeira normalmente ocupada pelos treinadores no Morumbi. O número era o que Ceni usava na camisa quando jogador.

“O grande segredo do futebol é administrar pessoas e se relacionar bem com seus jogadores. São eles que podem fazer diferença. Eu quero que eles vejam futebol da maneira como eu via quando jogava, eu quero um time vencedor, que tenha uma mentalidade vencedora. Eu tenho certeza de que eles vão entender isso, já conheço muitos deles e sei da mentalidade vencedora que eles têm”, disse o novo técnico através de nota oficial veiculada pelo clube.

As conversas entre o ex-jogador e São Paulo já vinham pelo menos desde a última quarta-feira (23).

Logo após a demissão de Ricardo Gomes, o auxiliar técnico Pintado assumiu interinamente a equipe.

O ex-goleiro já vinha acompanhando jogos das categorias de base do clube desde que voltou da Europa, no mês passado. Ele visitou também o Centro de Formação de Atletas de Cotia, onde conversou com André Jardine, treinador da equipe sub-20.

De acordo com pessoas próximas ao ex-camisa 1, a intenção de Ceni -após realizar diversos cursos de técnicos na Europa-, era inicialmente começar a nova carreira dirigindo um time da base do clube.

A contratação deve agradar a torcida e também ajudar o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, na busca por votos para a eleição, que ocorrerá em abril de 2017.

“Rogério Ceni sempre foi um protagonista. Nos últimos 12 meses, mostrou ambição em se qualificar para uma nova função no futebol, estudou com os melhores do mundo, e nos convenceu ao apresentar um projeto consistente e contemporâneo de futebol para o São Paulo. É uma figura de enorme importância para o clube que chega com a determinação de ser o melhor novamente, dessa vez como treinador”, afirmou o dirigente.

ÍDOLO

Como jogador, Ceni disputou 1.237 jogos em 25 anos com a camisa são-paulina. Ele deixou os gramados em dezembro de 2015.

Ele estreou como jogador profissional pelo Sinop (MT), em 19 de abril de 1990, com 17 anos. Ainda em 90, o jovem atleta foi levado ao São Paulo para ser avaliado e ficou no clube.

Dois anos depois, Rogério Ceni passou a treinar com o time principal. Sua estreia, foi um ano mais tarde. Em 25 de junho, o goleiro estreou como titular pelo São Paulo na vitória por 4 a 1 contra o Tenerife, com direito a defesa de pênalti. A equipe estava em excursão de dois meses pela Europa, sem Zetti, titular, que estava na seleção brasileira.

Rogério Ceni ficou 201 jogos no banco de Zetti até sua oportunidade como camisa 1 do São Paulo chegar, em 1997.

Como titular da equipe, 23 reservas passaram pelo clube -desses, apenas 12 tiveram a oportunidade de entrar em campo em algum jogo.

Facebook Comentários