Sem Ayache e mutilado, PT sem rumo no MS

SEM RUMO A cassação do mandato do ex-senador Delcídio do Amaral, a condenação do deputado João Grandão no TRF de São Paulo, a denúncia contra o deputado Vander Loubet no STF (Lava Jato) e a decisão do TJMS condenando o deputado federal Zeca do PT a perda dos direitos políticos por 8 anos coloca o PT em situação muito difícil.

DESMAMA Desnudo pela prisão de várias lideranças nacionais e a perda do Palácio do Planalto, o PT ‘guaicuru’ sofre também com a defecção no interior, onde não elegeu um só prefeito em 2016. O desastre se repetiu na capital – elegendo um vereador apenas e seu candidato a prefeito obtendo só 8.482 votos – 1,99% dos votos válidos.

AMPULHETA Como o PT se fechou para preservar o mando de suas lideranças, hoje sofre as consequências. A grande promessa era o médico Ricardo Ayache que deixou o PT ingressando no PSB onde vislumbra maiores chances de seu projeto eleitoral. Há quem diz que o partido estaria à espera de um milagre. Convenhamos – uma utopia.

Manoel Afonso

Ampla Visão Campo Grande News.

Facebook Comentários