Tite conforta parentes de jogadores e elogia mãe de Danilo: “O maior ato”

Em  meio ao clima desolador da Arena Condá neste sábado com o funeral coletivo dos 50 corpos, entre eles os de 19 jogadores da Chapecoense mortos no acidente aéreo em Medellín, na madrugada da última terça-feira, havia o ombro amigo do técnico Tite, da seleção brasileira. Com o tradicional terno preto, o treinador compareceu ao estádio para acompanhar a cerimônia.

Depois da cerimônia, em  entrevista ao repórter Guido Nunes, do SporTV, confessou ter se emocionado com o abraço do jornalista na mãe do goleiro Danilo em meio a toda a tragédia. Na ocasião, Guido caiu aos prantos e foi consolado justamente pela mãe do jogador.

– Não vou descrever nada agora, só descrever aquilo que eu vi, da mãe do Danilo falando a ti na reportagem. Aquilo é extremamente emblemático, talvez seja o sentimento que todos nós tenhamos de solidariedade a todos vocês. E de poder dividir um pouquinho essa tristeza, de ser solidário, e que ali na frente a gente tenha a condição de se reerguer de novo. O teu ato e o ato da mãe do Danilo foram extremamente emblemáticos. Faço deles o maior ato, o ato mais bonito que possa acontecer – disse o técnico da Seleção, que foi ovacionado pela torcida ao segurar e tremular bandeira da Chape.

tite, treinador, seleção, arena condá, chapecoense, velório (Foto: Diego Vara/Reuters)
Facebook Comentários