Vereador poderá perder mandato por decoro parlamentar ao incitar violência

Discurso tido como incitação à violência contra os índios, declamado em sessão pelo vereador André Salineiro, do PSDB, pode causar-lhe encrenca maior que a retratação que fez nesta quinta-feira (8), na Câmara Municipal de Campo Grande. Ele pode enfrentar um procedimento que pode motivar a perda de seu mandato, pelo conhecido processo por quebra de decoro parlamentar.

Salineiro, que é agente da Polícia Federal recuou dos termos que usou na terça-feira (6), ao comentar o bloqueio de trecho da BR-163, barreira que durou meio dia, promovido por um grupo de índios que protestou contra a escolha de empresa de Minas Gerais, feita pelo Ministério da Saúde, para cuidar dos programa de saúde dos índios em MS. O manifesto dos índios – que deu certo – era pela permanecência de entidade que dedica-se ao tema há décadas.

Da tribuna da Câmara, Salineiro disse: “tem que chegar o policiamento e, se não tiver conversa, tem que descer o cacete mesmo, tem que apanhar porque eles vão revidar e aí é hora de apanhar porque, senão não vão mudar essa atitude e todos seremos prejudicados”, disse o tucano enquanto os índios atravancavam a BR.

Facebook Comentários