Share on facebook
Share on skype
Share on email
Share on whatsapp

Conheça as medidas certas para o autônomo aposentar melhor pelo INSS

Num país em que cada dia temos mais trabalhadores atuando por conta própria, é preciso falar da aposentadoria dessas pessoas, afinal, como programar a aposentadoria para o futuro, empreendendo, seja individualmente ou por intermédio de uma empresa, numa situação econômica tão complicada?

Mas é aí que a importância do planejamento da aposentadoria ganha ainda mais relevância. É o planejamento da aposentadoria que vai permitir que você consiga obter a melhor aposentadoria possível, sem perder dinheiro fazendo contribuições de maneira errada, menores ou maiores do que as necessárias para o seu caso.

Hoje vou explicar como planejar a aposentadoria daquele que exerce uma atividade remunerada assumindo os riscos da atividade, os chamados contribuintes individuais.

Quem é considerado contribuinte individual?

A lista de segurados da previdência social que são considerados contribuintes individuais é extensa, mas vamos a eles:

pessoa física, que explora atividade agropecuária (excluídos os segurados especiais);
a pessoa física, que explora atividade de extração mineral;
ministro de confissão religiosa;
o titular de firma individual urbana ou rural;
o sócio gerente ou cotista que recebe remuneração decorrente do trabalho;
o associado eleito para a direção da cooperativa, associação ou entidade que receba remuneração;
o síndico ou administrador eleito, desde que seja remunerado pelo trabalho;
a pessoa física que exerce por conta própria atividade econômica;
a pessoa física que exerce atividade econômica para uma ou mais empresas, sem relação de emprego.
Muita gente hoje em dia exerce atividade remunerada assumindo os riscos das suas atividades, e por isso são considerados segurados obrigatórios da previdência social como contribuintes individual.

Por Priscila Arraes Reino(*) | 29/04/2021 13:52

CAMPO GRANDE NEWS