Share on facebook
Share on skype
Share on email
Share on whatsapp

Em estudo pioneiro, Mato Grosso do Sul recebe 150 mil doses a mais da Janssen para vacinar fronteira

Ministério da Saúde enviará para Mato Grosso do Sul 150 mil doses a mais da vacina Janssen para um estudo pioneiro nos 13 municípios de fronteira do Estado.

O secretário Estadual de Saúde, Geraldo Resende afirmou que recebeu comunicado do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmando as doses.

“O ministro vai ampliar esse estudo para todas as fronteiras do Brasil, mas vai começar aqui em Mato Grosso do Sul”, disse.

A expectativa é imunizar toda a população acima de 18 anos para desafogar os leitos dos hospitais da região.

O lote extra deve chegar entre amanhã (25) e sábado (26), e o estudo será comandado pelo infectologista e pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Júlio Croda.

Os 13 municípios fronteiriços são: Corumbá, Ladário, Porto Murtinho, Caracol, Bela Vista, Antônio João, Ponta Porã, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas, Japorã e Mundo Novo.

Últimas notícias

Os imunizantes foram conquistados após o Estado acionar os representantes estaduais na bancada federal.

“O Estado continua com UTI’s lotadas e a chegada de vacinas adicionais é muito bem-vinda. Outra ótima notícia é que Queiroga também demandou junto ao PNI (Plano Nacional de Vacinação) a aceleração da vacinação nos estados com fronteiras secas extensas”, disse em sua rede social, a senadora Simone Tebet (MDB-MS).

Mato Grosso do Sul pleitou, no início do mês de junho, 1,8 milhões de doses da Janssen para realizar um estudo e vacinar toda a população do Estado. O ministro Queiroga negou a solicitação e disse que a distribuição das doses já havia sido feita.

O Estado, no entanto, não desistiu e pediu os 5% do fundo de reserva das vacinas para a imunização da fronteira.

Mais doses

vigésimo terceiro lote de vacinas contra Covid-19 chega nesta quinta-feira (24). São 19.050 doses da Janssen, 48.600 da Coronavac e 37.440 da Pfizer.

Resende afirmou que deste quantitativo, todas serão destinadas para primeira e segunda dose, com exceção da Janssen, que é dose única.

Da Coronavac, uma parcela será reservada para segunda dose.

A quantia que cada município receberá ainda será decidia em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB).