Espanhóis podem fazer exercícios ao ar livre pela 1ª vez desde março Saídas de casa só eram permitidas em casos muito específicos. Apesar do relaxamento da quarentena, confinamento segue até dia 11

9/10

O país, o segundo mais afetado pelo novo coronavírus, está ensaiando uma suspensão gradual do confinamento. Alguns setores da economia já foram liberados para voltar a funcionar, mas boa parte dos cidadãos ainda está em casa,

Atividades econômicas não essenciais, como indústria pesada e construção, foram retomadas nesta segunda-feira (13) na Espanha, após duas semanas de paralisação praticamente total por ordem do governo para interromper o coronavírus, mas algumas regiões, incluindo a Catalunha, alertaram para os riscos de milhões de trabalhadores voltarem ao trabalho.

O presidente do governo, Pedro Sánchez, garantiu neste domingo, em entrevista  realizada pela internet, que a proteção e a segurança dos trabalhadores serão garantidas, ao mesmo tempo em que exige um grande pacto nacional para relançar a economia quando a pandemia passar.

Parte do plano de retomada da atividade econômica é a distribuição, até quarta-feira, de 10 milhões de máscaras aos trabalhadores que viajam por meio de transporte coletivo, como trens, metrôs e ônibus, para prevenir infecções.

Apesar da permissão para que a construção civil e a indústria, o governo mantém o estado de alarme até pelo menos 26 de abril, o que significa que os moradores têm a obrigação de permanecer nas casas (exceto para trabalhar ou comprar produtos básicos). Também serão mantidos os controles nas fronteiras e o fechamento de inúmeros estabelecimentos de ensino, culturais, esportivos, de hotelaria e comerciais.