FOLHA DE MURTINHO - O SEU JORNAL ELETRÔNICOMATO GROSSO DO SULPolítica

Guardas armados devem chegar a 570 até o final de setembro Efetivo é de 1.050 servidores atuando em Campo Grande

A expectativa do secretario municipal Segurança Pública, Valério Azambuja, é armar 570 guardas municipais até setembro deste ano, o que equivale a mais da metade do efetivo de 1.050 atuante em Campo Grande. Nesta quarta-feira, 97 servidores receberam as armas cal. 38 em cerimônia.

Iniciaram esta etapa da capacitação 120 guardas, no entanto, apenas 97 foram considerados aptos. Conforme Valério, há ainda dois processo em andamento para aquisição de armamento. Um na própria polícia Militar, que vai doar 150 armas, e outro relativo a processo de aquisição de pistolas .40 cuja compra depende autorização depende do Exército.

Está em andamento a quarta etapa de capacitação. Conform o secretário, andar com cacetete e  spray de pimenta não basta para ter segurança pública. “A arma a é o último recursos para fazer a segurança dele e de terceiros”, ressaltou.

CARGOS E CARREIRA

Ao fazer a entrega das carteiras funcionais o chefe do Executivo Municipal destacou a importância do Plano de Cargos e Carreiras – que aguarda aprovação na Câmara Municipal. O prefeito afirmou que a lei vai garantir esse reconhecimento e a valorização da guarda.“Com o plano, um guarda que busca as capacitações e sobe degraus dentro da entidade poderá, caso chegue a inspetor, atingir um salário em torno de R$ 12 a 15 mil, o que já poderia estar ganhando hoje se, lá atrás, alguém tivesse feito isso pela categoria”, disse Trad.

Conforme o secretário, está previsto para o ano que vem a realização de concurso público para ampliar o efetivo. Serão abertas 350 vagas, para aprovação em duas etapdas. O ideal seria mais 700 homens e mulheres para completar o quadro de servidores da guarda.