Número de armas de fogo registradas por pessoas físicas na Polícia Federal cresce 23,5% em 2019

O número de armas de fogo registradas na Polícia Federal por pessoas físicas cresceu 23,5% até novembro de 2019, primeiro ano do governo do presidente Jair Bolsonaro, em relação a todo o ano de 2018.

Foram 44.181 armas de fogo, o equivalente a cinco armas registradas por hora, contra 35.758 no ano anterior, segundo dados divulgados pelo jornal “O Globo” nesta sexta-feira (27). Trata-se do maior número ao menos desde 2010, quando 12.006 armas foram registradas.

Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram os estados onde houve maior crescimento de registros em 2019.

Tornar mais fácil o acesso da população a armas de fogo foi uma das promessas de campanha de Bolsonaro. Já no governo, ele editou oito decretos a respeito do tema. Os decretos, entre outros aspectos, aumentaram a validade dos registro das armas de 5 para 10 anos, permitiram a posse de arma em propriedades rurais e flexibilização das regras para caçadores, atiradores e colecionadores.