FOLHA DE MURTINHO - O SEU JORNAL ELETRÔNICOMATO GROSSO DO SULnotíciasPolítica

Odilon rebate dirigente: “Não tenho experiência para roubar” Juiz aposentado reagiu à declarações de João Leite Schmidt

O juiz federal aposentado, Odilon de Oliveira, candidato à governador nas últimas eleições, rebateu as declarações de João Leite Schmidt,diretor regional do PDT, de que faltava a ele experiência política. Oliveira afirma que, enquanto esteve no PDT, o dirigente estadual, e também integrantes do diretório nacional, afirmavam que ele não tinha “experiência para roubar”.

“Se for este o tipo de experiência que me faltou para ganhar as eleições para governador, segundo falácias de certos “caciques”, confesso que jamais serei eleito para qualquer cargo. Nem quero”, afirmou o juiz aposentado, que agora cogita candidatar-se a prefeito de Dourados ou Três Lagoas, cidades em que “venceu” Reinaldo Azambuja (PSDB) nas eleições para governador, no ano passado.

Na última quarta-feira, em entrevista à Rádio CBN Campo Grande, Schmidt falou, em tom de comemoração, sobre a saída de Odilon do partido. “A porta é a serventia da casa, serve para entrar e para sair. Ele usou para entrar e para sair, ainda bem”.

Sdchmidt foi o coordenador da campanha de Odilon de Oliveira no primeiro turno das eleições. No segundo turno, a função foi assumida pelo filho do juiz aposentado, Odilon de Oliveira Junior. “Foi exatamente no segundo turno que, sob a coordenação geral do vereador Odilon Júnior, crescemos vertiginosamente. Ninguém vota em partido, salvo os extremistas, mas, em candidato”, concluiu Odilon.