FOLHA DE MURTINHO - O SEU JORNAL ELETRÔNICOMATO GROSSO DO SULMEIO AMBIENTEnotícias

PÓS-COTA ZERO Pescador é multado em R$ 34 mil por pescar 100 exemplares de pacu Grupo de 4 pescadores excedeu o permitido por lei

Polícia Militar Ambiental (PMA) de Bela Vista recebeu vídeos e fotos, postados nas redes sociais, onde um homem detalhava que o grupo de pescadores que ele estava tinha capturado em torno de 100 peixes da espécie pacu e os mostrava no material. Ele ainda nominou mais três homens que estariam no grupo.

De acordo com informações da PMA, utilizando as imagens e os detalhes, os militares localizaram a área onde foi feita a pescaria ilegal e identificou o líder do grupo, que falava no vídeo. Procurado em casa, os policiais foram informados de que o infrator não estava e que vive mais no Paraguai.

Para verificação do ato de pesca predatória, a PMA considerou o peso médio de 2 kg por exemplar de peixe capturado, sendo que os 100 pacus totalizaram cerca de 200 kg de pescado, portanto, acima da cota permitida, que é de 5 kg mais um exemplar e cinco piranhas por pescador.

Ou seja, os quatro pescadores poderiam ter pego no máximo 28 kg daquela espécie, o que daria, pelos cálculos metodológicos utilizados, apenas 14 exemplares.

Diante dos fatos, a multa foi arbitrada em R$ 34 mil contra o infrator, de 42 anos, morador de Bela Vista. Os outros pescadores serão localizados e autuados também no mesmo valor. Os autuados responderão também por crime ambiental de pesca predatória e, se condenados pelo crime ambiental, poderão pegar pena de um a três anos de detenção.