Share on facebook
Share on skype
Share on email
Share on whatsapp

Luiz Gustavo Alves de Aguiar e Jefferson Kelvin Gonçalves de Oliveira, foram presos durante Operação Montes Claros em Pedro Juan Caballero, fronteira com Ponta Porã, na manhã deste sábado (23). O primeiro era procurado por diversos crimes e o segundo, pela Interpol por tráfico internacional de drogas e homicídio. Eles são naturais de Minas Gerais.

Segundo o Ponta Porã News, outras duas pessoas foram presas, mas não tiveram as identidades reveladas. Com eles foi encontrado um arsenal, com dois fuzis AK 47 calibre 762, um fuzil M4, uma pistola Glock 9 milímetros e centenas de munições de diversos calibres, além de equipamentos de comunicação, celulares, dinheiro em espécie e dois carros.

A Polícia Federal informou que os presos vieram para a região de fronteira do Brasil com o Paraguai para substituir membros de facções criminosas que haviam sido presos. A previsão é que eles sejam entregues às autoridades brasileiras ainda hoje (23).

O grupo já era monitorado pela PF jutno à polícia paraguaia, dentro do Acordo de Cooperação Tripartite, que envolve também a Argentina.
A operação leva o nome da cidade onde os dois viviam e foi deflagrada após a descoberta de uma “célula” da facção criminosa.