FOLHA DE MURTINHO - O SEU JORNAL ELETRÔNICOJUSTIÇAnotíciasPolíciaPorto Murtinho

SINDJUS REPUDIA NOTÍCIA VEICULADA FORA DE MURTINHO.

A direção-geral do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul (SINDIJUS-MS) manifesta TOTAL APOIO ao servidor e filiado Fauze Kaderi, diante da divulgação de NOTÍCIA INVERÍDICA e sem menor fundamento, com o título “Manda e desmanda – População denuncia que escrivão judicial ‘virou dono’ do Fórum de Porto Murtinho”, publicada no dia 31 de julho de 2019, no site Impacto MS.

 Ao contrário do que é mencionado, Fauze Kaderi é analista judiciário, exercendo a função de chefe de cartório e não diretor do Fórum, como cita erroneamente a publicação.

 Destaca-se que a notícia, replicada no site Porã News, denota aspectos fictícios, que beira uma eventual fabulação mal-intencionada, com objetivo explícito de DENEGRIR a imagem do servidor, conhecido pela postura íntegra e idônea frente ao Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul, por isso a confiabilidade em assumir a responsabilidade de chefe de cartório.

 Além disso, em nota de esclarecimento, publicada no dia 2 de agosto, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul contradiz as declarações inverídicas da notícia ao declarar que “muito embora não haja magistrado titular na Comarca, há um juiz designado que vai semanalmente a Porto Murtinho para exercer suas atividades jurisdicionais, julgando regularmente os processos daquela localidade”.

 Esclarece ainda que prontamente apuraram-se os fatos, não sendo de conhecimento nenhuma das falsas denúncias. ”O Poder Judiciário acionou o juiz designado para que apurasse os fatos, o qual imediatamente entrou em contato com os órgãos auxiliares da justiça na Comarca e constatou que as notícias não foram confirmadas por nenhum deles”, descreve a nota. 

 Dessa forma, o SINDIJUS-MS REPUDIA qualquer ataque sem fundamento contra seus filiados e ressalta que estão sendo tomadas todas as medidas cabíveis, inclusive juridicamente, para proteção do servidor para que se restabeleça o quanto antes a veracidade dos fatos.

 Por fim, o SINDIJUS-MS ressalta o COMPROMISSO E SERIEDADE do servidor público Fauze Kaderi, que há quase 12 anos trabalha dignamente no Tribunal de Justiça, lotado na Comarca de Porto Murtinho. Sendo INACEITÁVEL qualquer tipo de ofensa ou difamação daquele que exerce sua função honestamente em nome da Justiça.

 02 de agosto de 2019

 SINDICATO DOS TRABALHADORES DO PODER JUDICIÁRIO DE MATO GROSSO DO SUL | SINDIJUS-MS